quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Produção baiana é a maior indicada em premiação de Góias


Com o nome na lista em nove categorias do Festival Curta Canedo 2017, em Goiás, o curta “Não falo com Estranhos” é o maior indicado da premiação e ao única projeção da Bahia presente na competitiva do evento. A produção foi toda gravada em Salvador e é uma realização da Olho de Vidro Produções, empresa de audiovisual baiana.
Para o diretor do filme, Klaus Hastenreiter, essa é uma importante oportunidade para ter o filme circulando nacionalmente e fazer todo o trabalho, de uma produção totalmente independente, valer a pena. “Cada festival que o nosso filme passa é uma grande vitória. Foram muitos meses focado para que o projeto se tornasse realidade. E ter nove indicações foi uma sensação maravilhosa”.


O curta aparece nas categorias: Melhor Filme, diretor, atriz, ator, atriz coadjuvante, roteiro, direção de arte, fotografia e independente. A cineasta e assistente de direção, Hilda Lopes Pontes, explica que a visibilidade dos festivais é fundamental para fomentar o investimento em obras audiovisuais no Estado e propagar a imagem do cinema baiano como ativo e preparado para o mercado.
Além do Canedo 2017, “Não falo com estranhos” foi selecionado para o Petit-Pavê, em Curitiba; o Festival de Cinema de Caruaru, em Pernambuco; o Metrõ – Festival de cinema universitário brasileiro, também em Curitiba e no Festival Panorama Coisa de Cinema, que acontece em Salvador.

0 comentários:

Postar um comentário