segunda-feira, 20 de agosto de 2018

Cabeça Isidoro lança campanha para gravação do DVD de 20 anos de carreira em Ilhéus


Admiradores da extensa e singular obra do cantor e compositor ilheense, Cabeça Isidoro, já podem garantir sua marca nos créditos contribuindo para a gravação do DVD “Amor, Política e Ozadia’, o mais novo espetáculo do artista. A campanha visa captar R$ 6 mil, segue até o dia 03 de setembro e está sendo realizada por meio de livro de ouro - diretamente com a produção (73 98221-3213) - e pela internet, onde pode ser usada a opção de cartão de crédito:  goo.gl/rfKrFg. Os colaboradores, além de fazerem o show acontecer, ganharão brindes especiais.

O espetáculo musical ‘Amor, Política e Ozadia’, será realizado dia 06 de setembro, no Teatro Municipal de Ilhéus, quando o músico, cantor, compositor, multi-instrumentista, construtor de instrumentos sonoros alternativos, ator, produtor cultural e educador musical vai apresentar 20 músicas do seu repertório autoral para celebrar seus 20 anos de carreira. Músicas do artista podem ser ouvidas neste link: https://m.soundcloud.com/cabeca-isidoro/sets/ensaio-sobre-uma-tal-1
Canções que marcaram sua obra, em projetos como as bandas Dr. Imbira, Improviso Nordestino, Crime Organizado, o espetáculo ‘Ensaio sobre uma tal democracia’, além de trilhas sonoras do grupo Teatro Popular de Ilhéus, são algumas das memoráveis execuções da noite do show. E ainda, o irrequieto artista guarda surpresas com canções inéditas que serão executadas com a banda Os Inflamáveis – composta por Mailton Figueredo (baixo), Pablo Lisboa e Guilherme Pessoa (guitarras) e Lula Soares Lopes (bateria).
Ao estilo trovador contemporâneo, Cabeça traz várias vertentes - como rock, cantoria, samba, jazz, baião, música clássica, marchinha e ijexá, propondo um conceito batizado por ele como MBP – Música Brasileira Progressiva. A direção artística do show é da diretora de teatro e atriz graduada pela UFBA, Iara Colina, com figurino de Roney George (que também assina o cenário) e Shicó do Mamulengo.
“Acho que é de extrema ousadia propor promover nossas músicas autorais nos dias de hoje. Às vésperas dessas 'bodas' encontrei um ambiente colaborativo, com gente de diferentes expertises que topou sonhar junto e trabalhar para fazer uma noite memorável. Neste show, quase literalmente, abro o peito e escancaro minhas criações para o público, celebrando por meio das 20 músicas, as mais de 400 que já criei”, comenta Cabeça.
Este será o seu primeiro DVD. O registro do show, além de celebrar as duas décadas de intensa criação musical, visa à promoção do artista e de sua obra. Além das mídias de DVD, o vídeo da apresentação e as músicas também estarão disponíveis em plataformas na internet, para ampla apreciação do público.
Sobre Cabeça Isidoro -  Músico, cantor, compositor, multi-instrumentista, ator, produtor cultural, diretor musical, educador musical e construtor de instrumentos sonoros alternativos. Integrou a banda Improviso Nordestino – que propunha um passeio pelo universo do Movimento Armorial e do Cancioneiro Popular, de 2008 a 2015. Participou da banda Mulheres em Domínio Público, em 2012, em proposta de releituras de músicas de domínio público típicas do Sul da Bahia. Integrou a banda Crime Organizado, no estilo Música Brasileira Progressiva, de 2013 a 2016.Participa da banda Dr. Imbira desde 1998, levando rock e blues autorais em diversas atuações na região. Desde 2016, se apresenta com o espetáculo musical autoral Ensaio Sobre uma Tal Democracia, que traz, como tema central, o uso, abuso e desuso da democracia no cenário político atual brasileiro, com circulação por diversas cidades do interior da Bahia. Participou em duas edições do Aleluia Ilhéus (2014 e 2016), bem como do Réveillon de Ilhéus organizado pela prefeitura, em 2017. Já tendo gravado CDs com as bandas Dr.Imbira e Improviso Nordestino.
Como compositor, foi cinco vezes premiado no Festival Multiarte Firmino Rocha (2009-2011). Compositor e diretor musical do grupo Teatro Popular de Ilhéus (BA) desde 2006, Cabeça Isidoro criou as trilhas sonoras dos espetáculos Lampiaço, o Rei do Cangão (2004), Os Fuzis da Senhora Carrar (2005 e 2017), Calix Bento (2005), O Auto do Boi da Cara Preta (2007), Teodorico Majestade, as ultimas Horas de um Prefeito (2009), Nazareno contra o dragão da maldade (2010), Vida de Galileu (2010), O Inspetor Geral (2011), Lendas da lagoa encantada (2012),1789 (2013) e Medida por Medida (2015). Compôs e executou ao vivo a trilha do espetáculo de dança Corpos dóceis, marionetes do sistema (2015), bem como do espetáculo Carranca (2018), da Cia. Mistura, ainda em cartaz. É criador do Cine Incidental, em cartaz desde (2010), proposta em que cria e executa novas trilhas sonoras para filmes mudos, a exemplo de Dia de Pagamento, de Charles Chaplin.
Foto: Ana Lee

0 comentários:

Postar um comentário