domingo, 9 de setembro de 2018

Ilhéus vive noite de magia com apresentação da Orquestra Sinfônica da Bahia


A Catedral de São Sebastião foi palco de um concerto memorável da Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA), em Ilhéus, na sexta-feira (7), feriado de sete de setembro. A apresentação gratuita foi regida pelo maestro Carlos Prazeres, e marcou o encerramento da segunda etapa do projeto de circulação no interior, “OSBA na Estrada”.
O público, que lotou a catedral, foi brindado com um repertório bastante variado, incluindo desde nomes marcantes da música clássica, como Richard Wagner, Claude Debussy e Guiseppe Verdi a estrelas populares nacionais e internacionais, como Beyoncé e Anitta. O vice-prefeito de Ilhéus, José Nazal, disse que foi um momento ímpar para a população. “É uma alegria enorme ver as pessoas vibrando com uma apresentação que enriquece a cultura da cidade”, enfatizou.

O maestro Carlos Prazeres destacou a emoção de fazer contato com a população do interior. “Quanto mais longe vamos de Salvador, encontramos pessoas mais ávidas por acompanhar o nosso trabalho. A OSBA cativa o público deste grande “país” chamado Bahia. Encontramos plateias de todas as idades, raças e classes sociais, em comunhão para escutar música de concerto. Isso nos deixa muito emocionados”.
Para o secretário municipal de Cultura, Pawlo Cidade, a apresentação foi enriquecida pela acústica da catedral e presença maciça da população. “É uma sensação incrível ver as pessoas consumindo a música clássica com tanto entusiasmo. Esperamos repetir este feito no próximo ano e colocar o concerto em praça púbica, para que a população possa sentir de perto a Orquestra Sinfônica da Bahia”, adiantou o secretário.
A OSBA é liderada pelo arranjador Jean Marques. Nesta segunda etapa do projeto de circulação, se apresentou em Camaçari, Santo Amaro, Alagoinhas, Valença, Jequié, Feira de Santana e Cachoeira. Depois de Ilhéus, seguiu para a última apresentação, em Vitória da Conquista.

foto: Rodrigo Macêdo
- Data: setembro 09, 2018 / Por: Antônio Melo | Comente!  Edit

0 comentários:

Postar um comentário