segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Manual do conselheiro será lançado durante seminário de política cultural


O secretário municipal de Cultura, Pawlo Cidade, lançará o livro “Manual do conselheiro municipal de política cultural”, durante a abertura do II Seminário Gestão, Conselho e Políticas Culturais: Diversidade e Patrimônio, que acontece de 28 a 30, no Teatro Municipal de Ilhéus. Durante a cerimônia de lançamento, programada para as 20h30min, haverá um momento de diálogo sobre a obra.
No livro, o autor destaca a finalidade do Conselho Municipal de Política Cultural, que deve estar atento ao funcionamento, articulação, gestão e estruturação dos sistemas de cultura. “A proposta do livro é ressaltar o papel do conselheiro de Cultura, através dos diversos conselhos, na promoção de ações e programas que atendam às demandas da comunidade, a fim de estimular o desenvolvimento cultural e fortalecer a história do seu município”, informa Pawlo Cidade.
O secretário enfatiza que a participação da sociedade é fundamental durante a construção desse processo. “A secretaria tem promovido ações contínuas por meio de editais, a fim de despolitizar o acesso à cultura e democratizar os recursos destinados ao segmento cultural do município”. A publicação é da Editora A5, e contém 104 páginas. Cada exemplar custa R$ 30,00.

Pawlo Cidade é pedagogo, pós-graduado em gestão cultural e membro da Academia de Letras de Ilhéus. Foi presidente do Conselho Municipal de Cultura de Ilhéus e membro do Conselho Estadual de Cultura. É autor do livro “Como transformar a cultura em um bom negócio”; dos artigos “A difícil arte da implantação do Sistema Municipal de Cultura e Conselheiro Municipal de Política Cultural”; dos livros infanto-juvenis “Mistério na lama negra”, “O tesouro perdido das terras do sem fim”, “O caminho de volta”; do romance “O santo de mármore”; da dramaturgia “A casa de santinha”; dentre outros.
Também no dia 28, das 9 às 12 horas e das 14hàs 16 horas, será ministrada uma oficina voltada para a elaboração de projetos culturais, com a técnica do Ministério da Cultura, Juliana Machado. A oficina será dividida em duas partes e fará uma abordagem do processo de produção cultural.
A programação do seminário conta com a participação de grandes nomes do cenário cultural, a exemplo dos professores Albino Rubim (Ufba), Alexandre Barbalho (UFC/Uece), César Bolaño (UFS) e José Márcio Barros (Puc-MG).

- Data: setembro 24, 2018 / Por: Antônio Melo | Comente!  Edit

0 comentários:

Postar um comentário