terça-feira, 30 de outubro de 2018

Secretaria da Cultura promove atividades culturais para o Novembro Negro


Com o objetivo de fazer parte da programação estadual do mês de novembro, a Secretaria da Cultura de Ilhéus (Secult) realiza uma série de atividades culturais no mês do Hip Hop e da Consciência Negra. A programação inicia no Dia Nacional da Cultura (5), com uma roda de conversa sobre patrimônio material. Em seguida acontece o lançamento da campanha “Cultura é...”, com exibição de vídeos sobre a transversalidade da cultura e seu papel transformador na sociedade com artistas e produtores culturais do município.

De acordo com a programação, no dia 9 de novembro ocorre contação de histórias com o Programa Nacional de Incentivo à Cultura (Proler), da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), na Praça Pedro Mattos, a partir das 15 horas, e às 17 horas será realizado um sarau lítero-musical. Já no dia 12, quando é comemorado o Dia Mundial do Hip Hop está previsto um dia de atividades com batalha de rapsbreak dance,dj´s, rodas de conversa e sarau com apresentações musicais e recital de poesia de rua.

Programação segue – No dia 20 de novembro, quando é comemorado o Dia Nacional da Consciência Negra será realizado um encontro de culturas identitárias com o objetivo de discutir propostas de políticas culturais para a comunidade afro, seguido do Fest Afro Ilhéus, que é um festival de arte e cultura da comunidade negra. A proposta ainda prevê para o dia 21, uma feira gastronômica e diversas apresentações artísticas.

O secretário da Cultura de Ilhéus, Pawlo Cidade, destacou que as políticas públicas só se concretizam quando há participação e construção dos mais interessados no processo, neste caso, a comunidade afro. “Não tem como pensar, por exemplo, o Carnaval Cultural se os blocos afros não fizerem parte da festa”.

Por sua vez, o chefe de Culturas Populares e Identitárias, Mestre Ney, disse que fazer parte das comemorações do Novembro Negro é uma condição indispensável. “Na verdade, coloca Ilhéus no roteiro dos municípios que estão preocupados com as políticas públicas voltadas para a comunidade afrocultural”, lembrou.

- Data: outubro 30, 2018 / Por: Antônio Melo | Comente!  Edit

0 comentários:

Postar um comentário