terça-feira, 15 de janeiro de 2019

Lavagem das Escadarias da Catedral e chegada do MSC Seaview agitam Ilhéus nesta quinta-feira


Os festejos populares de Ilhéus são marcas registradas da cultura local. Essas festas se caracterizam pelo sincretismo religioso e mistura de elementos sagrados e profanos. A “Lavagem das Escadarias da Catedral de São Sebastião” é um tradicional evento do calendário turístico da cidade. Este ano, a manifestação acontece na quinta-feira (17), mesmo dia em que desembarca o navio MSC Seaview no porto do Malhado, com aproximadamente 5.210 passageiros.

A festa começa às 8 horas, com concentração na sede do sindicato dos estivadores, localizado na Avenida Dois de Julho. O cortejo sairá às 9 horas, percorrendo as principais ruas do centro da cidade, passando pela Avenida Almirante Aurélio Linhares até a Praça Cairu, seguindo pela Rua Bento Berilo e Avenida Soares Lopes, rumo à Catedral de São Sebastião, onde as escadarias serão lavadas pelas baianas, com água de cheiro, celebração que antecede a comemoração do dia de São Sebastião, padroeiro dos estivadores, em 20 de janeiro.

Durante o percurso, a cadência dos tambores marca as passadas no ritmo afro, o desfile das baianas caracterizadas, carregando jarros com água de cheiro e as vassouras para o ritual da lavagem das escadarias, percussionistas dos blocos afro ilheenses, acompanhados por um mini trio, bloco de sopro “Guarda Embaixo”, turistas e comunidade, todos juntos na mesma sintonia. Como manda a tradição, um carro pipa no final da festa refrescará os presentes, aliviando o calor do verão.
Tradição - O evento tem o apoio da Prefeitura Municipal de Ilhéus, por meio das Secretarias Municipais de Turismo e Esporte (Setur) e Cultura (Secult). O cortejo da lavagem reúne fiéis católicos e das religiões de matrizes africanas, ocorre desde a primeira metade do século XX, idealizado pelos estivadores ilheenses e é uma manifestação marcada pela fé, alegria e homenagens ao padroeiro da categoria, São Sebastião.
- Data: janeiro 15, 2019 / Por: Antônio Melo | Comente!  Edit

0 comentários:

Postar um comentário